Otto

Otto

Ao longo de quase três décadas de estrada, o cantor, percussionista e compositor nascido no sertão pernambucano experimentou diversos estilos – do maracatu ao brega, passando por manguebeat, samba, rock, eletrônica e além -, criando uma sonoridade notavelmente peculiar.

Com seis álbuns de estúdio – entre eles, Samba pra Burro (1998), seu aclamado primeiro álbum solo e saudado como o som do novo milênio, Condom Black (2001), indicado ao Grammy Latino, e Certas Manhãs Acordei de Sonhos Intranquilos (2009), que recebeu destaque de veículos como o prestigiado The New York Times -, Otto dá continuidade as suas experimentações e metamorfose particular. Em 2020, lançou seu sétimo disco, Canicule, produzido por Apollo 9, mesmo nome por trás do bem-sucedido trabalho de estreia.

A longa carreira na musica não abala o vigor do artista. Pelo contrário: Otto segue carregando o estandarte da música brasileira feita com a alma e para a alma. Esse ânimo explica, em parte, o sucesso de suas performances por onde quer que passe, do norte ao sul do país, com sua presença de palco marcante. Como poucos antes dele conseguiram fazer, Otto expande os horizontes da sonoridade brasileira.

compartilhe: